ÁREA RESERVADA|ISBN|CATÁLOGO BIBLIOGRÁFICO|FEIRAS DO LIVRO|CONTACTOS|ASSOCIAÇÕES DO SETOR
HOMEA APELASSOCIADOSDOCUMENTAÇÃOPIRATARIA DIGITALNOTÍCIAS
LOGÓTIPOS|HISTÓRIA|ESTATUTOS|ÓRGÃOS SOCIAIS 2015-2017|SERVIÇOS|MANUSCRITOSTORNE-SE SÓCIO|TABELA DE QUOTAS|LISTA DE ASSOCIADOS|ACORDO ORTOGRÁFICO|APOIOS E INCENTIVOS|DIREITOS DE AUTOR|LEGISLAÇÃO|ESTUDOS E ESTATÍSTICAS|PNL|CCT|OUTROSDENUNCIAR|INFORMAÇÕES GERAIS|LEGISLAÇÃOCONCURSOS E PRÉMIOS|NOVIDADES EDITORIAIS|OUTRAS NOTÍCIAS

Conte�do alternativo

Adobe Flash player

Links Rápidos > ISBN > Utilização do ISBN de 13 Dígitos

Utilização do ISBN de 13 Dígitos

A partir do dia 1 de Janeiro de 2007, o ISBN passou a ter 13 dígitos, pelo que se deixou de atribuir ISBNs de 10 dígitos. Isto significa que, a partir desta data, encomendas e outras transacções comerciais começaram a levar em linha de conta, apenas o ISBN-13. 

O código de barras, a partir do dia 1 de Janeiro de 2007, comporta o ISBN-13, devidamente hifenizado e o número EAN idêntico, sem hífens ou espaços. Importa, lembrar que o número de ISBN permite uma gestão mais eficaz dos dados bibliográficos referentes à obra em questão já que é um identificador internacional único para publicações monográficas; a atribuição de um número substitui o manuseamento de extensos registos descritivos podendo evitar, inúmeros erros de transcrição.

O ISBN permite a compilação e actualização dos catálogos do comércio livreiro e das bases de dados bibliográficas, permitindo que a informação sobre os livros disponíveis seja facilmente encontrada.

Para obter informação mais detalhada, poderão consultar o site www.apel.pt ou contactar-nos directamente.

 

  Mapa do Site | Desenvolvido por: Holos | © APEL 2010